Jundiai - SP

12 Segredos para Atingir a Felicidade Conjugal

Todo mundo caminha em direção ao altar sonhando em viver feliz para sempre, mas manter a felicidade no casamento é bem mais difícil do que parece. O "felizes para sempre" pode se concretizar na vida real assim como nos contos de fadas. Não é algo que se conquista de uma hora para outra. Ele provém de inúmeras pequenas atitudes e decisões acertadas.

Não precisamos esperar até o fim para que a felicidade aconteça. Pelo contrário, devemos buscá-la diariamente. As atitudes sábias contribuem para a felicidade a dois, e uma boa dose de sensibilidade permite que a encontremos nas coisas mais simples.

Quando penso no caminho para ser feliz ou na construção de um grande amor, eu penso sempre numa grande árvore e como essa obra maravilhosa da natureza, capaz de aguentar tempestades e fortes ventos, surgiu de uma semente tão pequena. Essa semente, aos poucos, com pequenos esforços para criar as suas raízes e para furar a terra, foi capaz de, pouco a pouco, se tornar algo grandioso.

O caminho para uma vida feliz a dois também começa como uma pequena semente e, pouco a pouco, poderá tornar-se algo maravilhoso, e esse amor que nutrem poderá resistir às piores tempestades.

1 - Não adie a felicidade

Algumas pessoas esperam que a felicidade conjugal chegue quando comprarem sua casa, ou quando tiverem seu primeiro carro, ou quando encontrarem um emprego melhor, ou quando conquistarem seu diploma universitário. Seja feliz agora, com o que você tem.

2 - Abraçar, beijar, dar as mãos…

estudos realizados com casais de longa data e felizes demonstram que a frequência com que partilham um beijo é mais importante para a segurança e a felicidade do casal do que a frequência da relação sexual". O contacto físico é muito importante para a intimidade do casal. Passear de mãos dadas, dar um beijo de manhã antes de sair, ou um beijo apaixonado espontâneo, ou um simples abraço depois de um longo dia, são pequenos gestos que aproximam muito o casal.

3 - Confie e seja confiável

Um casamento atormentado pelo ciúme não perdura. Confie no seu cônjuge. Dê-lhe motivos para confiar em você.

4 - Divertir-se a dois

Um casal feliz é um casal em que a diversão é realizada a dois. Howard Markman, PhD e codiretor de centro para estudos da família na Universidade de Denver, afirmou que "existe uma correlação entre a diversão e a felicidade no casamento", ou seja, um casal é mais feliz se existirem momentos de diversão entre os dois. Esses momentos podem ser brincadeiras a dois no lar ou uma ida ao parque de diversões sem as crianças.

5 - Demonstrem seu amor fisicamente

Tocar, acariciar, beijar, andar de mãos dadas, abraçar, são atitudes essenciais para manter viva a chama do amor. As relações sexuais sadias dentro do casamento são muito importantes, mas não devem ser o único foco. Os abusos, por sua vez, de forma alguma são aceitáveis. Eles destroem o amor romântico e acabam com a beleza natural da intimidade sexual.

6 - Surpreenda

Faça algo inesperado. Um bilhetinho no bolso da camisa, uma flor quando voltar para casa, um presentinho, um jantar romântico sem avisar, uma mensagem de amor no celular, um passeio, etc.

7 - Agir sempre com bom humor

Este ponto está um pouco ligado ao ponto quatro, sobre diversão. Charles Orlando diz que "todas as vezes que nós fazemos a pessoa que amamos sorrir, isso causa uma mudança física que permite ao cérebro dos dois libertar hormonas como a dopamina e oxitocina. Se somos capazes de fazer rir quem amamos, então os dois vão sentir-se mais felizes e mais próximos". Quando o casal ri e se lembra de momentos divertidos do seu passado, ou riem e partilham algo engraçado que viram durante o dia, eles se aproximam cada vez mais.

8 - Dê apoio

Apoie seu cônjuge num projeto pessoal ou profissional, num momento de doença, de tristeza ou de fraqueza. Ajude-o a superar suas dificuldades. "O casamento é como uma longa viagem em um pequeno barco a remo: se um passageiro começar a balançar o barco, o outro terá que estabilizá-lo; caso contrário, os dois afundarão juntos."

9 - Não existem assuntos proibidos

Um casal que deseja ser feliz não pode permitir que existam assuntos proibidos entre os dois. Aqueles assuntos que ninguém fala porque tem receio que haja discussão. Normalmente esses assuntos são sinônimos de problemas por resolver e, como se falou no ponto dois, a felicidade do casal depende da forma como se lida com os problemas. Conversar é essencial.

10 - Andem na mesma direção

A felicidade conjugal só é possível se ambos tiverem a visão sobre a vida, valores e interesses semelhantes; forma parecida de se comportar e objetivos comuns, sejam temporais ou eternos.

11 - Faça do seu casamento um eterno namoro

No início do namoro é comum que as pessoas queiram surpreender, ser atraentes, fazer mil coisas para agradar, mostrar o melhor de si. Depois de algum tempo convivendo juntos, dá para ter uma ideia melhor de como a pessoa é, dos seus defeitos e de como ela se porta nas mais diversas situações.

Algumas pessoas pensam que, por já estarem casadas, podem cair no desleixo em relação às atitudes. Não cortejam mais, namoram pouco, não se arrumam nem ficam cheirosas. Sentem-se no direito de agirem com grosseria ou serem mal-humoradas grande parte do tempo.

Obviamente, aquele corpinho esbelto de solteiro acabará ficando para trás com o passar do tempo. Não tem como lutar contra o metabolismo e a lei da gravidade. No entanto, muito pode ser feito para se manter atraente física, intelectual, emocional e espiritualmente. 

12. Conversar sobre os problemas

Discutir é sinônimo de debater os problemas. Muitas vezes, os problemas são ignorados porque se tem receio de criar confusão. É normal uma pessoa ficar chateada quando algo está errado. No entanto, é preciso ter cuidado e saber distinguir entre situações que podem realmente ser problemáticas – como esquecer de ajudar a arrumar a casa e deixar tudo para a outra parte – e situações que são pequenas e fáceis de resolver – como uma tampa fora do lugar ou uma toalha no chão depois de um banho.

Apesar de as coisas pequenas poderem chatear, estudos comprovam que elas podem ser resolvidas com uma simples conversa. Os problemas maiores merecem uma atenção maior e é benéfico quando os casais debatem os problemas e conversam sobre os seus pontos de vista. O importante é ter em mente o seguinte – quando vamos para uma discussão, nós queremos ter razão ou desejamos ser felizes como casal?