Jundiai - SP

19 de Maio é comemorado o dia de Doação de Leite Humano

19 de Maio é comemorado o dia de Doação de Leite Humano

Na campanha nacional de doação de leite humano, a atriz Sheron Menezzes marcou presença. A campanha visa conscientizar sobre a importância da doação para de leite materno para crianças prematuras, de baixo peso e internadas que precisam desse alimento para se recuperarem mais rápido.

Na campanha, Sheron fala da empatia entre mães que compartilham do mesmo sentimento e incentiva a doação de mães que podem doar.

O Dia Mundial de Doação de Leite Humano é uma iniciativa para a proteção e promoção do aleitamento materno, voltada para a sensibilização da sociedade para a importância da doação de leite humano. Os objetivos da celebração, realizada em todo o país, são: estimular a doação de leite materno; promover debates sobre a importância do aleitamento materno e da doação de leite humano; divulgar os bancos de leite humano nos estados e municípios brasileiros.

Leia também:

TRANSFORMANDO SONHOS EM OBJETIVOS E OBJETIVOS EM REALIZAÇÕES!    

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL PARA REALIZAR SONHOS 

A primeira comemoração do Dia Nacional de Doação de Leite Humano foi realizada no ano de 2004. Anualmente, o Ministério da Saúde, em parceria com a rBLH-BR, produz e distribui material de divulgação por todo o Brasil. 

Existem vários benefícios presentes em todo o processo de amamentação e da doação de leite materno.

As vantagens contemplam a saúde do bebê, de quem recebe e também a doadora. Conheça os principais:

Para o bebê

O leite materno é o alimento mais recomendado para os bebês, sendo o suficiente, pelo menos, até os seis primeiros meses de vida. Ele é bem completo em nutrientes, vitaminas e anticorpos.

Entre seus benefícios para os bebês, amamentados ou que recebem por doação, estão a relação com a prevenção de algumas doenças, como infecções respiratórias e diarreia.

Para a doadora

A amamentação pode ser um momento muito valioso na vida das mulheres. Além de marcar uma fase de mudanças em sua rotina, proporciona alguns benefícios a longo e curto prazo.

Perda de peso

Durante a gestação acontece um aumento de seu peso para que a mulher tenha um estoque energético para a nova vida que está se formando.

Essa reserva é gasta durante a amamentação e por isso a mulher perde bastante peso durante o aleitamento.

Os bancos de leite fazem um cadastramento cuidadoso das doadoras justamente para avaliar se há alguma restrição. Ou seja, não adianta levar o leite ordenhado direto para o banco, sem passar pelo cadastro prévio.

Em termos gerais, é preciso que o próprio filho da nutriz (a mulher que fornece o leite) esteja recebendo leite materno, a não ser em caso de força maior.

Como o leite é destinado a prematuros ou pacientes de UTIs neonatais, há um controle rígido da saúde da doadora. Os principais requisitos para doar são:

  • Apresentar exames do pré ou do pós-natal comprovando estar bem de saúde;
  • Não fumar; 
  • Não tomar medicamentos incompatíveis com a amamentação; 
  • Não usar álcool ou drogas ilícitas.

Para doar, você deve entrar em contato com um Banco de Leite Humano mais próximo de você.