Jundiai - SP

Diferenças entre Projeto Arquitetônico e Planta Baixa

Planta baixa

A planta baixa é um dos elementos do projeto completo, ela contém as seguintes informações, medidas detalhadas em escala de elementos como janela, porta, parede, área de cada cômodo e nível de piso conforme a Norma de Desenho da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), nome dos ambientes, marcações de corte para representação das outras pranchas de desenho que só vem no Projeto Arquitetônico Completo.

Projeto Arquitetônico

Pode-se definir  Projeto Arquitetônico como a  materialização da idéia, do espaço imaginado, é a representação da concepção projetual. Através dele  é possível estudar a melhor maneira de atender as necessidades dos usuários e a melhor forma de resolver todos os problemas envolvidos nesse processo. Assim a finalidade do projeto arquitetônico é prever possíveis problemas de execução do projeto proposto e garantindo que a obra saia como planejada.

O projeto arquitetônico é o processo pelo qual uma obra de arquitetura é concebida e também a sua representação final. É considerada a parte escrita de um projeto.
O projeto arquitetônico é essencial. É constituído de:

  1. Implantação
  2. Plantas de cobertura
  3. Planta baixa
  4. Cortes e elevações superiores
  5. Layout gráfico

 

Hoje a tecnologia contribui para excelentes resultados, como o projeto em 3D, Maquete Eletrônica, muitos softwares permitem que o cliente passeie pela casa, antes mesmo de construi-la. mas basicamente o projeto arquitetônico é provida de 5 etapas, dentre elas pode-se citar:

  • Levantamento de dados

Estuda-se as principais características do terreno e entorno, enquanto o  cliente indica seus objetivos e necessidades.

  • Estudo preliminar

Em seguida ao processo de levantamento de dados, o arquiteto já tem condições para fazer um esboço inicial do projeto. Assim dar se inicio a elaboração da planta com o aval do cliente.

  • Anteprojeto

Nesta etapa, as dimensões e características da obra serão definidas. Será elaborado o projeto com a criação da planta-baixa de cada pavimento, contendo informações de cada ambiente, pilares, cálculo das áreas e etc. A volumetria, estrutura, planta de cobertura e instalações gerais serão definidas.

  • Projeto legal

A configuração do projeto deve estar de acordo com as normas indicadas pelos órgãos competentes, com a finalidade de ser aprovada pela prefeitura municipal da cidade.

  • Projeto executivo:

Ultimo projeto, consiste no desenvolvimento detalhado do anteprojeto. Integrando o projeto aos projetos complementares (elétrico, hidráulico, estrutural, telefônico etc), dando plenas condições à execução da obra, conforme o detalhamento do projeto.

Conclusão

Como se pode notar, o projeto arquitetônico completo, possui muito mais informações como por exemplo, além de como ficará a fachada do imóvel, diversas medidas de altura e o quadro de esquadrias com todas as informações reunidas. Para elaborar um projeto desta forma, demanda uma grande quantidade de horas de um profissional de arquitetura, pois tudo que é elaborado deve seguir as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e as vezes ainda normas internas de condomínios, por exemplo, exigindo o estudo do material de normas do condomínio por parte do profissional de arquitetura.

Então entre a planta baixa e o projeto arquitetônico completo, o ideal para que você economize e finalize bem a sua obra, dentro da legalidade é que você adquira o projeto completo, a planta baixa vai te ajudar a decidir qual projeto construir, mas não é o correto que seja usado somente ela para toda a construção.

Comentários

  1. Elis Salles  - Itupeva

    Há 15 anos especialista no Mercado Imobiliário em Itupeva e Vetor Oeste de Jundiaí e Consultora para Imobiliárias.

    "Se você já sabe o que quer, eu sei o que te oferecer. O melhor!"

    Trabalho somente com imóveis sob encomenda e com horário agendado. Para Vender, Comprar seu Imóvel ou agendar uma consultoria (11) 99939-2431

Deixe seu Comentário