Jundiai - SP

1º de Agosto comemora-se o dia mundial da amamentação

1º de Agosto comemora-se o dia mundial da amamentação

Com o objetivo de conscientizar as mulheres sobra a importância da amamentação, o dia Mundial é comemorado em 01 de agosto. A data foi criada em 1992 pela Aliança Mundial de Ação pró-amamentação.

O melhor gesto que uma mãe pode fazer para seu recém-nascido é amamentar – um ato que ajuda muito mais do que a própria sobrevivência das crianças, mas também ajuda os bebês crescerem com benefícios que duraram por toda a vida. Além de alimentar e satisfazer o bebê, o leite materno ainda protege a criança de inúmeras doenças, por isso a importância tão grande em amamentar.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a amamentação é a principal forma de fornecer ao bebê os nutrientes necessários para sua sobrevivência e seu desenvolvimento. Nos primeiros seis meses de vida, deve ocorrer o aleitamento materno exclusivo, sem a complementação com nenhum alimento. Após o período de seis meses, outras substâncias podem ser oferecidas à criança. Vale salientar que vários estudos sugerem que crianças devem ser alimentadas com leite até, pelo menos, os dois ou três anos de idade.

No leite materno, a criança encontra não só as substâncias necessárias para a sua nutrição, mas também anticorpos fundamentais para protegê-la no início da vida. Estudos comprovam que a mortalidade por doenças infecciosas é menor em crianças que são amamentadas. O leite materno também garante proteção contra infecções respiratórias, evita casos de diarreia e o seu agravamento, além de diminuir os riscos de alergia.

Leia também:   

TRANSFORMANDO SONHOS EM OBJETIVOS E OBJETIVOS EM REALIZAÇÕES!  

SAÚDE MENTAL, COMO ENCONTRAR O EQUILÍBRIO?

No que diz respeito aos benefícios a médio e longo prazo, a amamentação faz com que as crianças apresentem pressões arteriais mais baixas, menores níveis de colesterol e uma redução do risco de desenvolver obesidade e diabetes tipo 2. Nesse último caso, podemos destacar o fato de que a mulher que amamenta também apresenta esse risco reduzido.

Para aquelas mulheres que por algum motivo não podem amamentar, o leite materno pode ser conseguido nos chamados Bancos de Leite Humano. Esses bancos são mantidos graças às mulheres na fase de amamentação que apresentam excesso de leite e realizam a doação, garantindo, assim, qualidade de vida para outras crianças.

A amamentação é um processo único e indispensável na vida de um bebê, por isso amamente o maior tempo que conseguir, pois isso só trará benefícios para a sua vida e de seu filho.